5 erros que impedem seu filho de comer bem

Dra Camila Garcia

Dra Camila Garcia

Seu filho não come bem como você gostaria e você não sabe o que fazer? Pode ser que você esteja cometendo algum erro e, sem querer, atrapalhando a alimentação dele.

É isso mesmo, no desespero de ver nossos filhos comerem, acabamos agindo de forma equivocada. Dessa forma, a longo prazo, a criança ficará cada vez mais seletiva.

Na infância, é comum ocorrer fases de recusa alimentar. Saber lidar com isso é fundamental para que isso não se torne uma seletividade. E é aí que entram os erros que impedem seu filho de comer bem e você contribuiu para que a criança seja seletiva.

Vou listar os 5 principais erros para você conhecer e não os cometer mais. Porque muitas vezes você acha que é normal fazer isso, ou é o mais recomendado, e não é bem assim.

Os principais erros

1 – O primeiro erro que atrapalha o seu filho comer bem é a monotonia alimentar. Isso quer dizer que todos os dias ele come arroz e feijão daquele mesmo jeito, sem variar.

Isso é uma monotonia alimentar e muitas vezes a criança não aguenta mais aquela comida. Ele come sempre o mesmo alimento, preparado sempre do mesmo jeito e conforme a criança cresce, ela vai parando de comer.

A gente fica sem criatividade e não sabe o que fazer. Nem precisa mudar tanto assim, você não precisa ser uma chef de cozinha, eu também não sou, então não precisa fazer preparações mirabolantes.

A forma de apresentar já muda muito. Você pode fazer um arroz com brócolis, por exemplo, ao invés de fazer só bife, faça uma carne picadinha, com mandioca ou com algum outro legume. O feijão não precisa estar no prato todos os dias, coloque um outro alimento do mesmo grupo alimentar, como uma ervilha, uma lentilha, assim a gente consegue variar.

Veja também: Mitos E Verdades Sobre A Criança Que Seleciona Os Alimentos

A influência do açúcar

2 – O segundo erro é o paladar doce. Quanto mais açúcar você oferece, mais açúcar eles querem e isso vai atrapalhar a aceitação dos alimentos saudáveis.

Isso porque o açúcar é viciante e os outros alimentos acabam ficando sem graça comparado ao doce. E o mais comum é ver exatamente o contrário. Quando começa a introdução alimentar, você só oferece laranja lima porque é mais docinha. Não oferece abacaxi porque é muito azedo. Percebe como nós mesmos vamos incentivando esse paladar doce?

Precisa sim incentivar com outros sabores para não cometer esse erro e piorar a situação com esse paladar doce.

3 – Outro erro bem comum são as papinhas liquidificadas ou sopinhas. Quando misturamos todos os alimentos, a criança não conhece cada um deles. Mesmo crianças maiorzinhas, a papinha só tem um sabor, uma textura e não é possível identificar quais são.

Dessa forma, isso é um grande erro e um grande vilão na seletividade alimentar. Se você sempre oferece tudo junto e misturado, a criança não conhece o alimento e como ela vai aprender a comer?

Assim, ela precisa conhecer primeiro. Então é quase que uma reintrodução alimentar mostrando cada alimento, tudo de novo, para ela conhecer e comer. Apresente separadamente para que ela conheça os alimentos.

4 – Outro erro clássico que muitas vezes a mãe comete e tem total relação com aceitação dos alimentos e vai impedir do seu filho de comer bem é deixar comer na frente das telas. A criança nem vê o que está comendo, a mãe só vai colocando as colheradas na boca dela.

 Além de não ver e saber o que está comendo, isso faz com que a criança perca a auto regulação dela, que é a capacidade de saber quanto está satisfeita. Ela fica hipnotizada pela TV ou celular e não presta atenção nos alimentos. A longo prazo isso é muito prejudicial.

A hora das refeições deve ser um momento agradável e tranquilo, no qual toda família se senta na mesa juntos para comer. É assim que deve ser para a criança ter mais segurança e aceitar melhor os alimentos.

A rotina como aliada para seu filho comer bem

5 – Falta de rotina. Não tem como uma criança se alimentar bem se ela não tem rotina. É ela que traz segurança e conforto e prevê o que vai acontecer. Então ela sabe que depois do almoço, ela vai dormir, por exemplo, ela sabe que quando ela acordar, ela vai ter um lanchinho. Ela começa a prever tudo isso, o que traz muita segurança e facilita a aceitação alimentar.

Criança que não come é uma criança insegura. Precisamos passar essa segurança para ela comer. Quando eu falo de rotina eu não quero dizer aquela rotina chata, engessada que deu 3 horas da tarde precisa ter o lanche, deu 18h precisa ter a janta. Pode ser em torno daquele horário.

Esses são os principais erros que você pode estar cometendo e assim, sem querer, impedindo seu filho de comer bem. Agora que você sabe, tenho certeza que su8a postura vai ser outra.

E muito importante: o seu comportamento interfere diretamente na aceitação do seu filho, então mantenha sempre a calma e a segurança que você vai ver as coisas melhorarem.

Leia também: Top 8 Erros Mais Cometidos Na Alimentação Infantil

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Deixe seu Comentário

Compartilhe e pergunte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também

Como fazer SEU BEBÊ GOSTAR DE TODOS OS ALIMENTOS

Todos os bebês que comem bem seguiram esse processo e você pode usá-lo a partir de HOJE