Alimentos Proibidos Que O Bebê Não Deve Comer Antes Dos 2 Anos

Dra Camila Garcia

Dra Camila Garcia

Existem vários alimentos que não devem ser consumidos pelo bebê antes dos 2 anos. Nessa idade, a criança está passando pela introdução alimentar e é comum a mãe ter muitas dúvidas sobre o que pode ou não pode oferecer.

Essa fase é muito importante para a saúde do bebê, pois é nela que formamos o paladar e os hábitos alimentares das crianças. Você quer que o seu filho tenha uma alimentação saudável? Então preste atenção nos alimentos que ele come até os 2 anos.

Leia: Introdução alimentar passo a passo

O paladar do bebê é como uma página em branco e somos nós, os pais, que escrevemos como ele será. O principal vilão dos alimentos proibidos é o açúcar.   Enquanto puder, mantenha o seu filho longe dele.

Confira abaixo os 6 alimentos proibidos que você não deve oferecer para nenhum bebê antes dos 2 anos.

Os alimentos proibidos

1 – Danoninho

O Petit Suisse, mais conhecido como Danoninho, é um queijo fresco feito com leite desnatado. Para ficar saboroso como a gente conhece, são adicionados outros ingredientes. Na verdade, ele é um pote de açúcar, conservantes e corantes que não tem nada de saudável para o bebê. Antes de 1 ano, o danoninho ainda pode causar alergia, infecções gastrointestinais, anemia e outras doenças no seu bebê.

Leia: Meu filho rejeita os alimentos: Como lidar

2 – Gelatina

A gelatina também não é recomendada nessa fase. Muita gente acredita que ela é saudável porque é oferecida no hospital, mas não tem nada a ver. Ele tem altíssima concentração de açúcar, sem falar no sal, corante, aspartame e um monte de outras substâncias que fazem mal à saúde.

O colágeno, que seria o ponto positivo dela, não é tão bom assim, pois a quantidade mínima não é eficiente. Além disso, a gelatina não favorece a mastigação. Ela dissolve na boca e na introdução alimentar o bebê precisa de textura. Ele tem que aprender e praticar a mastigação e a gelatina não proporciona essa textura que ele precisa. 

3 – Composto Láteo

Composto lácteo não é leite. Ele é produzido com uma mistura de leite, no mínimo 51%, e outros ingredientes lácteos ou não lácteos. Eles também costumam conter muito açúcar e aditivos alimentares, por isso não devem ser oferecidos para crianças menores de 2 anos. 

Da mesma forma, eles não devem substituir o leite materno e nem a fórmula infantil. Assim, fique atenta, pois eles têm embalagens e rótulos muito parecidos com as fórmulas infantis e geralmente estão nas mesmas prateleiras com preços menores.

Alimentos proibidos que o bebê não deve comer antes dos 2 anos

Alimentos sem necessidade 

4 – Leite fermentado

Leite fermentado não deve ser oferecido às crianças apesar de ser um queridinho. Dependendo do seu armazenamento, ele perde todos os lactobacilos vivos, que realmente são bons e ajudam na restauração da flora intestinal. Porém, dificilmente eles conseguem manter essa quantidade. Além disso, ele contém muito açúcar, então mesmo depois dos 2 anos, ofereça com moderação. Não precisa tomar todos os dias.

5 – Bolachas e biscoitos

Será que só uma bolachinha faz mal? Faz sim, na introdução alimentar não ofereça bolacha de maizena para o seu bebê e nenhum outro tipo biscoito ou alimento industrializado. Geralmente, essas bolachas têm, além do açúcar, gordura vegetal hidrogenada e gordura trans, que fazem muito mal para a saúde quando se consome frequentemente.

Como nessa fase está sendo formado o paladar da criança, a ingestão desses alimentos atrapalhar a aceitação. E tem mais: a bolacha ainda aumenta o risco de alergias, intolerância alimentar e no futuro pode causar seletividade e restrições alimentares.

Leia sempre o rótulo, pois não é só amido de milho. São muitos ingredientes que não agregam em nada na dieta saudável que as crianças devem ter durante a fase de introdução alimentar.  

6 – Farináceos

Farináceos são aquelas farinhas, como Mucilon, indicadas para engrossar o leite. Infelizmente a recomendação desse tipo de farinha é antiga e hoje não há necessidade nenhuma nos dias de hoje.

Por que a gente vai usar essas farinhas se a criança está se alimentando bem, ou se ela ainda está aprendendo e está no caminho certo para se alimentar bem? Os farináceos são ricos em gorduras e açúcar e eles sós ervem para bombardear o bebê com um monte de calorias. 

Prefira os alimentos saudáveis

Apesar de alguns desses alimentos parecerem saudáveis ou estar relacionados à comida de criança, eles não são. Por isso nunca ofereça ao seu bebê durante a introdução alimentar.

Tipos de alimentos para evitar na seletividade alimentar infantil

Nada disso é comida de criança, principalmente por causa do açúcar e gorduras que eles têm. Se você os oferecer nesta fase de introdução alimentar, quando o paladar está sendo formado, o bebê vai conhecer o sabor e vai preferir esse tipo de alimento. Lembrando que o açúcar vicia.

Neofobia e Seletividade alimentar: uma abordagem nutricional

Comida de criança é comida de verdade: frutas, arroz, feijão, carne, ovos, verduras e legumes. São esses alimentos que você deve oferecer ao bebê se quiser que ele cresça com hábitos alimentares saudáveis.

Além de o açúcar viciar, com o paladar mais doce, ele atrapalha a aceitação de outros alimentos e, consequentemente, afeta o crescimento e o desenvolvimento da criança. Açúcar não tem nenhum micronutriente, ele é uma caloria vazia e não acrescenta em nada na saúde. 

Um dia ele vai ter contato com o açúcar, mas até os 2 anos, está na nossa mão evitar e manter a criança longe. De sempre preferências para os alimentos mais saudáveis, como frutas, legumes e verduras.

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Deixe seu Comentário

Compartilhe e pergunte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também

Como fazer SEU BEBÊ GOSTAR DE TODOS OS ALIMENTOS

Todos os bebês que comem bem seguiram esse processo e você pode usá-lo a partir de HOJE