Bebê fez 1 ano e parou de comer. E agora? Principais motivos

Dra Camila Garcia

Dra Camila Garcia

bebê 1 ano seletiva

Seu bebê fez um ano e parou de comer, e agora? Você sabe o que fazer? Está preocupada por ele não comer nada? Calma, fica tranquila porque ele não vai ficar desnutrido se você souber como agir.

Guia de Introdução alimentar

Pode ser que o seu bebê tenha feito uma introdução alimentar certinha e vinha comendo muito bem. De repente, do nada, ele para de comer deixando você desesperada. Ou então ele já não se alimentava direito com os alimentos sólidos, não aceitava muito bem, e agora que fez 1 ano, quando a alimentação é o principal e o leite apenas um complemento, ele para de comer.

O que é seletividade alimentar infantil

Independentemente da situação, saber o que fazer é indispensável. Tem gente que acha que é fase e que logo passa. Também, várias coisas na infância são fases e realmente algumas passam sozinhas. Porém, quando a criança completa 1 ano e para de comer, pode ser uma fase, mas não acredite que ela vai passar sozinha.

Passar ela vai, mas como a criança vai se alimentar depois disso depende muito das suas ações hoje. Por isso saber o que fazer e, principalmente, o que não fazer, é fundamental.

Por que ele parou de comer

Antes de dizer o que fazer ou não, é vital você saber que é normal e comum a partir de 1 ano a criança comer menos. Ela não para completamente de comer, mas o apetite e a necessidade energética dela caem muito. Isso acontece porque com 1 ano, a criança que vinha naquele ritmo de desenvolvimento acelerado, crescendo muito, mês a mês, estaciona. Ou seja, esse ritmo diminui. 

Melhores formas de como superar a seletividade alimentar de crianças

Ela não precisa mais comer tanto como antes, então é normal diminuir o apetite e ela comer menos e até mesmo recusar os alimentos.

Um outro ponto que você deve considerar é se houve alguma mudança no ambiente dessa criança. Parece que não, mas o ambiente em que ela vive interfere muito na aceitação dos alimentos.

Horários das refeições na introdução alimentar

Logo, pode ser uma mudança de cidade, de casa, ou porque começou a ir na escolinha, ou mudou de escola, pode ser a chegada de um irmão ou então ela ficou doente. Qualquer mudança assim afeta a aceitação da criança pelos alimentos. Então avalie bem se é uma recusa momentânea, devido a alguma mudança no ambiente que realmente está interferindo.

Sabendo disso, você percebe que não há nada de errado com o seu bebê. Assim, ficará mais tranquila e confiante para saber o que fazer quando ele parar de comer.

bebê 1 ano seletiva com a mamãe

Os 4 principais erros

O que fazer nesses momentos é importante e mais ainda é saber o que não fazer. Por isso, listei os 5 principais erros que a mãe comete por falta de informação quando o filho para de comer. Confira:

1 – Não é porque hoje ele recusou a beterraba que você nunca mais vai comprar ou oferecer a beterraba para ele. Não faça isso, mesmo que ele recuse, ele precisa ter contato e ser exposto ao alimento. Se você nunca mais oferecer, aí sim ele nunca mais vai ver a beterraba e nunca mais vai comer. Recusou hoje, ofereça semana que vem de um outro jeito.

2 – Não force nem obrigue o bebê a comer. Não adianta querer que ele raspe o prato ou coma tudo. Não faça isso. Respeite a vontade do seu bebê. Se ele não quer, não force. Explique que ele só comerá na próxima refeição.

3 – Não faça chantagem ou ofereça recompensa. Ele não quer comer, está tudo bem.  Quando você faz chantagem ou oferece uma recompensa, ou uma coisa que ela gosta mais, a criança sabe que consegue o que quer e que a relação com a comida é uma troca. Além disso, você estará dando a mão para uma seletividade alimentar no futuro.

 Ela vai crescer sem uma boa relação com a comida e vai sempre achar que é uma troca e, consequentemente, não vai se alimentar direito. A hora das refeições tem que ser gostosa e prazerosa, onde a criança curte aquele momento com os alimentos, explora, come, tudo faz parte.

4 – No desespero querendo ver o filho comer, a mãe põe na frente uma TV ou celular para a criança se distrair enquanto ela põe a comida na boca. Dessa maneira você não está ensinando nada sobre alimentação ao seu filho. Com isso, a criança ainda perde a auto regulação que ela tem de saber a quantidade que é suficiente para ela. Distraída, a criança come sem saber o que está comendo, sem atenção nos alimentos, que ela deveria ter.

5 – E por fim um grande erro que as mães cometem nessa fase: a criança não quer comer, não substitua! Por exemplo, você fez a comida e a criança não quer comer, não ofereça um leite ou alimento que ela gosta mais. Se você fizer isso uma vez, ela vai aprender que pode fazer isso e vai recusar sempre porque sabe que terá o alimento da preferência dela depois. Muitas vezes é o próprio leite.  

O que você deve fazer

Como fazer espinafre para bebê na introdução alimentar

Mesmo que o bebê recuse os alimentos e não queira comer, mantenha a rotina e ofereça todas as refeições. Exponha ele sempre aos alimentos.

Você também pode envolvê-lo nas preparações e deixá-lo ir junto às compras. Assim você aproveita para ensinar. Seja exemplo, coma com ele e, principalmente, não desista!

É muito importante você saber como agir e lidar da maneira certa para que seu filho continue se alimentando bem e que essa fase passe de maneira tranquila e ele volte a comer de modo saudável.

Alimentação infantil é coisa séria, é educação, é hábito, é rotina e a gente não pode brincar ou deixar para depois. A criança aprende no dia a dia, é um trabalho diário com muita dedicação. Só assim ela realmente vai aprender e criar hábitos alimentares saudáveis.

Compartilhar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Deixe seu Comentário

Compartilhe e pergunte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também

Como fazer SEU BEBÊ GOSTAR DE TODOS OS ALIMENTOS

Todos os bebês que comem bem seguiram esse processo e você pode usá-lo a partir de HOJE