Benefícios da manga para o bebê [+ Receitas] – na introdução alimentar

Dra Camila Garcia

Dra Camila Garcia

O bebê pode sim comer manga na introdução alimentar. Aliás, ela é uma ótima opção para essa fase, porque é rica em nutrientes, traz muitos benefícios para o bebê e é muito saborosa.

No meu método de introdução alimentar, o primeiro alimento que o bebê come é uma fruta. Ela deve ser oferecida sempre amassada ou em pedaços, se você for fazer o método BLW (Baby-Led Weaning, que em português significa desmame guiado pelo bebê).
Horários das refeições na introdução alimentar

A manga é uma fruta bem macia e você pode oferecer sem medo. Ela contém vitaminas A e C, magnésio, potássio, polifenóis como mangiferina, canferol e ácido benzoico e fibras. Os tipos mais comuns são: rosa, palmer, tommy e espada.

Benefícios da manga

Veja alguns benefícios da manga para os bebês:

1 – Como ela é rica em fibras, ela evita prisão de ventre no bebê. A introdução alimentar é um período que pode haver mudanças no intestino dele, devido aos novos alimentos. Assim, a manda atua como aliada do trato intestinal, evitando a constipação tão comum. A manga ajuda o bebê a evacuar melhor.

2 – A manga tem alto pode anti inflamatório. Inclua ela na rotina alimentar do seu bebê para prevenir gripes e resfriados.  

3 – A fruta, por ser rica em ferro, também auxilia no combate a anemia. A manga contem ferro e isso ajuda no estoque de ferro pelo organismo da criança.

4 – Ela fortalece o sistema imunológico, já que é rica em vitamina C. Nessa fase de introdução alimentar, os bebês ainda estão com o sistema imunológico em desenvolvimento e a manga ajuda na prevenção e tratamento de doenças virais.

Esses são os principais benefícios da manga para o seu bebê, mas ela tem vários outros benefícios, como ação antioxidante, ajuda a combater o câncer e a glicemia, protege contra doenças cardiovasculares e controla a gastrite.  Como fazer espinafre para bebê na introdução alimentar

Como oferecer a manga

No início da introdução alimentar, é imprescindível que os alimentos sejam oferecidos individualmente e sem peneirar ou bater no liquidificador. Isso porque o bebê precisa conhecer o sabor, a cor, o cheiro e a textura de cada alimento. Meu filho rejeita os alimentos: Como lidar

Dessa forma, não faça vitaminas com uma ou mais frutas, ofereça apenas a manga, por exemplo. Ela pode ser servida amassada, basta amassar com um garfo, ou em pedaços. Se você optar pelo método tradicional e amassar a fruta, com o tempo é importante evoluir a textura, ou seja, ir amassando cada vez menos.

Com 1 ano a criança já pode comer a fruta inteira, sem amassar. Com essa idade, ela deve ser inserida na alimentação da família e comer os mesmos alimentos que todas da casa comem.

Após 1 ano você já pode preparar vitaminas ou receitas com a manga, porque aí a criança já conheceu a fruta. Inclusive, saiba que aquela história de que não pode comer manga com leite é um mito.  Guia alimentar de frutas: mitos e verdades

Receitas com manga

Veja algumas preparações que você fazer aí na sua casa com a manga:

Danoninho de manga

Ingredientes:

1 manga grande 

2 inhames pequenos

Como fazer: cozinhe o inhame sem casca e picado. Bata o inhame ainda quente com a manga usando um mixer, processador ou liquidificador até que ele fique com a consistência de um mousse

Sorvete de manga

Ingredientes:

2 mangas

1 iogurte natural

Como fazer: Descasque e corte a manga em pedaços pequenos e congele. Depois bata a manga congelada com o iogurte no liquidificador até ficar homogêneo. Coloque em um pote com tampa no congelador.

Smoothie de Manga e Banana

Ingredientes:

1 banana

1/2 manga média

1/2 xícara de água filtrada

Como fazer: Descasque e congele a banana. Depois bata tudo no liquidificador até chegar a uma consistência cremosa.

Invista nas frutas

A introdução alimentar do bebê é uma fase de aprendizado, na qual a criança precisa conhecer os alimentos e aprender a comer. E para isso, é fundamental variar as frutas. Não se prenda só a manga, varie, cada dia uma fruta diferente. 

Além disso, dê sempre preferência para a fruta in natura. No meu método de introdução alimentar, o bebê começa com uma fruta no meio da manhã. Quando ele se adapta a fruta, incluímos o almoço e mais uma fruta no lanche da tarde.

Lanche de bebê é fruta. É nessa fase que você deve incentivá-lo a comer e conhecer as frutas. Não se preocupe com receitas e preparações mais elaboradas. Ele terá tempo para conhecer.

O que é muito comum é a mãe pular ou não incentivar o consumo das frutas e lá na frente, quando a criança é maior, se queixar que ela não come frutas. O erro foi no início. Introdução alimentar bem feita é fundamental para criar hábitos alimentares saudáveis e garantir que a criança conheça e aceite bem os alimentos.

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Deixe seu Comentário

Compartilhe e pergunte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também

Introdução alimentar

Receita de Papinha de Ameixa para Bebê

A ameixa é um ótimo alimento para oferecer ao seu bebê. Além de ser super saudável, ela ainda tem poder laxante para auxiliar na prisão

Como fazer SEU BEBÊ GOSTAR DE TODOS OS ALIMENTOS

Todos os bebês que comem bem seguiram esse processo e você pode usá-lo a partir de HOJE