Cardápio para bebê: de 6 meses a 1 ano – IA

Dra Camila Garcia

Dra Camila Garcia

O que oferecer para o bebê comer de 6 meses a 1 ano? Essa é uma dúvida muito comum das mães. Nessa idade, as crianças estão na fase de introdução alimentar e é importante saber o que elas podem ou não comer.

Antes de mais nada, você precisa saber que esse período é de aprendizado e transição para o bebê, do leite para os alimentos sólidos. E não é porque ele começou a introdução, que ele vai comer muito. Cortes Seguros de alimentos na BLW

Na verdade, é mais comum ele não comer. Por isso, equilibre as suas expectativas para garantir que ele aprenda a comer do jeito certo. Sim, na introdução alimentar o bebê vai aprender a comer. 

Isso não é natural como muita gente acha. Tem que ensinar e para isso, oferecer os alimentos certos da forma adequada é que vai formar os bons hábitos alimentares do seu bebê. 

Dessa forma, não tenha expectativas de que seu filho vai comer muito em quantidade. Como é uma fase de aprendizado, o mais importante é ter contato com os alimentos. Guia de Introdução alimentar

Antes de colocar algo na boca, a criança tem que ver, tocar, cheirar, brincar, jogar. Isso é normal e faz parte do processo. Somente quando ela tiver segurança com o alimento é que ela vai efetivamente comer. 
Meu filho rejeita os alimentos: Como lidar

Cardápio para o bebê

O cardápio ideal para o bebê de 6 meses a 1 ano é mais fácil e prático do que você pensa. Nessa fase, além do leite, o bebê tem 4 refeições:

  1. Lanche da manhã
  2. Almoço
  3. Lanche da tarde
  4. Jantar

Os lanches devem ser sempre uma fruta. Todas estão liberadas, independentemente do tipo.

No almoço e jantar, um pratinho nutritivo e saudável deve conter um alimento de cada grupo alimentar:

– Carboidratos

– Proteínas

– Leguminosas

– Verduras

– Legumes

Veja 2 exemplos de cardápio:

Cardápio 1:

Lanche da manhã: melancia 

Almoço: arroz, feijão, peixe grelhado, abóbora cabotiã e espinafre refogado 

Lanche da tarde: melão 

Jantar: arroz, feijão, bife grelhado, cenoura e couve-flor cozida

Cardápio 2:

Lanche da manhã: goiaba 

Almoço: carne de panela com mandioca, lentilha, cenoura, brócolis salteado com alho 

Lanche da tarde: kiwi 

Jantar: mandioquinha cozida, bolinho de carne moída, feijão, couve refogada e abobrinha grelhada

Como oferecer

Dos 6 meses até 1 ano o ideal é oferecer os alimentos separadamente. Nada de receitas e preparações. Isso porque o bebê precisa conhecer os alimentos e identificar o que está comendo. 

É dessa forma que ele vai formar o paladar. Com todos os alimentos separados o bebê poderá sentir cada sabor, cada textura e assim criar um hábito alimentar saudável.

Conhecer a textura é importante para que ele aprenda a identificar o que está comendo e também para trabalhar o músculo. Se você juntar os alimentos, ele não vai conhecê-los e mesmo com o tempo, não saberá qual alimento está comendo e qual gosta mais. 

Inclusive, nunca bata a comida no liquidificador ou passe na peneira. Ela deve ser amassada com um garfo ou ser oferecida em pedaços. 

Mesmo sem dente o bebê consegue comer, mastigando com a gengiva, e isso é essencial para praticar a mastigação.

Nessa fase, a partir dos 6 meses, o bebê também pode beber água. Não precisa beber muito, mas ofereça várias vezes ao dia para ele adquirir o hábito.  Evite oferecer durante a refeição. 

Sucos só são permitidos a partir de 1 ano e de preferência, natural e sem açúcar. Ofereça suco se esse for um hábito da família, senão, não precisa oferecer. Prefira sempre as frutas, que tem mais fibras e vitaminas. Além disso, elas ainda estimulam o bebê a mastigar e conhecer o real sabor do alimento, o que é importantíssimo para seu desenvolvimento.

Alimento principal até 1 ano

É importante que você saiba que o leite é o principal alimento do bebê até 1 ano, oferecendo todo micronutriente que ele precisa. Assim, se ele não comer, está tudo bem. 

Não force e não fique angustiada, se preocupe apenas em expor ele aos alimentos e oferecer. Mesmo que ele não coma, tem que oferecer todos os dias, em todas as refeições.

Uma grande aliada nesse processo de aprendizado é a rotina. Estabeleça uma rotina desde o início da introdução alimentar e a aceitação será mais fácil.

Outra dica importante é ter um local adequado para o bebê fazer as refeições. Não deixe ele no carrinho, no bebê conforto ou no colo. Ter um cadeirão transmite segurança para a criança. Além disso, sente com ele e façam as refeições em família. Deixe esse momento agradável e divertido. 

Após 1 ano a criança já pode e deve comer a mesma comida da família.  E a partir daí também já pode fazer preparações, como panquecas ou tortas. 

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Deixe seu Comentário

Compartilhe e pergunte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também

Introdução alimentar

Receita de Papinha de Ameixa para Bebê

A ameixa é um ótimo alimento para oferecer ao seu bebê. Além de ser super saudável, ela ainda tem poder laxante para auxiliar na prisão

Como fazer SEU BEBÊ GOSTAR DE TODOS OS ALIMENTOS

Todos os bebês que comem bem seguiram esse processo e você pode usá-lo a partir de HOJE