Meu bebê de 1 ano parou de comer. O que fazer?

Dra Camila Garcia

Dra Camila Garcia

O seu bebê de 1 ano parou de comer? Ou então diminuiu o apetite depois que completou 1 ano? Ele não quer mais comer e você não sabe o porquê? Neste artigo eu vou te dar 3 dicas do que fazer quando isso acontece.

Primeiramente, se esse é o seu caso, fique calma e respire fundo. Fica tranquila porque isso é normal, é esperado de todas as crianças, não só do seu filho. Porque nessa fase, em torno de 1 ano, pode ser um pouco antes ou um pouco depois, o ritmo que vinha muito acelerado de desenvolvimento e crescimento dá uma estacionada. 

Veja o que é seletividade alimentar

É comum em algumas crianças diminuir o apetite e elas comerem menos. É fisiológico e o corpo demonstra sinais de que não precisa mais de tanto para crescer e desenvolver como antes. Dessa forma, o bebê para de comer, ou come menos, e o apetite despenca.

Desespero das mães

O desespero das mães começa nessa fase, porque o filho vinha de uma introdução alimentar ótima e comia de tudo. Ele aceitava bem todos os alimentos e do nada para de comer. Ou então o bebê demorou para começar a comer e quando estava começando a aceitar melhor os alimentos, parou de comer. Pode ser que o seu filho nunca comeu e agora com 1 ano está mais difícil ainda.

Nessa fase vem também a autonomia e ele pode selecionar os alimentos que quer comer. Eu sei, como mães, nós ficamos muito preocupadas, mas você deve saber o que fazer quando isso acontece. Eu separei 3 dicas para ajudar você a lidar com essa situação, confira:

1 – Respeitar a criança em relação à quantidade 

Se ele não quer comer aquele pratão que comia antes, está tudo bem. Não precisa raspar o prato, não precisa comer tudo aquilo. A quantidade é o bebê que sabe e você deve focar na qualidade.

Leia mais sobre Como superar a rejeição alimentar

Deixe que o seu filho sabe o quanto é o suficiente para ele. Eu sei, não é fácil, nós ficamos aflitas, ainda mais quando o bebê comia bem e agora não quer. Porém, é nessas horas do desespero que cometemos um milhão de erros, como:

  • Colocar ele frente à TV ou celular;
  • Oferecer qualquer coisa para ver se ele come;
  • Força ele a comer e raspar o prato;
  • Fazer chantagem;
  • Oferecer recompensas;
  • Brigar com ele.

Logo, vai virando uma bola de neve e a situação só piora. Por isso é importante saber que é comum acontecer para você ficar tranquila, sabendo o que está fazendo para passar essa tranquilidade para o seu filho e assim ele aceitar um pouco mais, não em quantidade, mas em qualidade.

Exponha o bebê aos alimentos

2 – Jamais deixe de expor a criança aos alimentos

É muito comum nessa fase, quando o bebê para de comer ou recusa algum alimento, a mãe deixe de expor. Ela simplesmente deixa de oferecer, muitas vezes nem compra mais porque acha que não faz sentido levar se o filho não come.

Nesses casos, a criança deixa de ser exposta aquele alimento e vai deixar de comer naturalmente. Assim, é fundamental que você não deixe de apresentar os alimentos, de comer junto com ele, de colocar no prato e incentivar essa criança a comer, deixando-a exposta.

Dessa forma, ela tem liberdade e, quando quiser provar, o alimento vai estar ali. Além disso, ela vai sempre ver e ter contato com o alimento. Isso facilita demais a aceitação.

3 – Fique tranquila

Veja também Tipos de alimentos para evitar na rejeição alimentar

Essa dica é a principal. Nessa fase você tem que entender e observar o momento. Está tudo bem se ele não quer comer a quantidade que você deseja porque a quantidade para ele já é suficiente.  

Então respeite e deixe de colocar um milhão de estratégias que vão dar errado e piorar a situação e incentivar cada vez mais a seletividade. Você vai ficar mais frustrada, mais culpada, mais aflita, mais nervosa e não é isso que deve acontecer. 

Fique tranquila, acalme o seu coração e deixe que o seu filho escolha a quantidade e não qualidade. Os alimentos em si é você que escolhe, que vai colocar no prato, você que compra e coloca em casa.

Quando o bebê para de comer

A maternidade tem muitos desafios e esse é mais um deles. Eu entendo como as mães se sentem, é desesperador mesmo ver que o nosso bebê não quer mais comer, ou come pouco. 

Por isso é importante você conhecer e entender essa fase. Porque só assim vai saber como lidar e respeitar o seu filho. 

Com informação correta, é mais fácil passar por qualquer fase. Com 1 ano, o bebê ainda se encontra na introdução alimentar, na qual ele deve ter contato com o maior número possível de alimentos. Não é porque nessa fase de 1 ano ele recusa algum específico ou come menos que devemos deixar de expor.

Continue oferecendo e incentivando o bebê a comer. Agindo da maneira certo logo ele volta a comer bem sem nenhum trauma ou prejuízo à saúde.

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Deixe seu Comentário

Compartilhe e pergunte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também

Como fazer SEU BEBÊ GOSTAR DE TODOS OS ALIMENTOS

Todos os bebês que comem bem seguiram esse processo e você pode usá-lo a partir de HOJE