Receitas: de Mingau para bebês 6 meses 1 ano – introdução alimentar

Dra Camila Garcia

Dra Camila Garcia

Muitas mães ficam ansiosas e não veem a hora de ver o seu bebê comendo. Assim, elas já buscam receitas de mingau para oferecer na introdução alimentar. Guia de Introdução alimentar + perguntas e respostas

O que muitas mães não sabem é que mingau não deve ser oferecido para o bebê nessa fase e eu vou explicar porque.

 A introdução alimentar é uma fase de transição para o bebê, do leite materno e/ou fórmula, para os alimentos sólidos. Além disso, é considerado um período de aprendizado, pois é nele que o bebê vai conhecer os alimentos e aprender a comer.

Nenhuma criança nasce sabendo comer, é preciso ensinar. Isso faz parte da educação nutricional que devemos ensinar a nossos filhos. Para o bebê conhecer os alimentos de fato, é preciso atenção com o modo de oferecê-los. 

O que é o mingau

O mingau na maioria das vezes é um leite misturado com uma farinha e eu considero totalmente desnecessário. Veja as 3 principais razões para não oferecer mingau na introdução alimentar:

mingau na introdução alimentar

1 – A consistência: nessa fase o precisa ter contato com o maior número possível de alimentos para conhecê-lo. E esse contato deve ser com a cor, o cheiro, o sabor e a textura. Mingau vai ter sempre a mesma textura, a mesma consistência, e isso não favorece a mastigação do bebê, que é fundamental nesse período.

2 – Farinhas enriquecidas: geralmente esses mingaus são feitos com leite e farinhas como Mucilon, Neston, entre outras. O que talvez as mães não saibam é que essas farinhas são uma bomba de açúcar. Elas foram criadas pela indústria alimentícia para fazer a criança ganhar peso quando a desnutrição era comum. Hoje não é mais e elas são totalmente desnecessárias em qualquer fase do bebê. Além disso, não são tão enriquecidas assim.

O mingau de aveia seria uma boa opção, já que a aveia está liberada para o bebê desde os 6 meses. Porém, é muito melhor salpicá-la nas frutas. E só para lembrar, o leite de vaca e derivados só é permitido para acrianças acima de 1 anos. Dessa forma, o mingau teria que ser feito com leite materno ou fórmula. Está vendo como é desnecessário?

3 – Não substitua a fruta: que horas esse mingau vai ser oferecido ao bebê? No horário do lanche? Lanche de criança na introdução alimentar é fruta e se você a substituir, seu filho não vai aprender a comer. 

O que oferecer na introdução alimentar

Como você viu, eu não recomendo oferecer mingau na introdução alimentar. O que oferecer então?
Como fazer espinafre para bebê na introdução alimentar

Comida de verdade. Tenha sempre em mente que o bebê está aprendendo a comer e ele precisa ter contato e ser exposto ao maior número possível de alimentos. 

Mesmo que ele ainda não tenha dente, você tem que estimular com diferentes texturas, temperaturas e sabores se você quiser que ele tenha hábitos alimentares saudáveis.

Os alimentos na introdução alimentar devem ser oferecidos em pedaços, se você optar pelo método BLW, ou amassados. Ele consegue comer sim sem dente. E tem 2 coisas muito importantes que você não pode se esquecer:

1 – Nesse período, vai se formar o paladar da criança, que até então era neutro, como uma página em branco. Ele só conhecia o gosto do leite. Dessa forma, os alimentos que você oferece nessa fase é que vai fazer isso de modo saudável. Tipos de Alergia alimentar no bebê: como identificar sintomas e tratar

2 – Mesmo sem dente, aprender a mastigar é indispensável. O bebe só aprende praticando, por isso é importante oferecer diversas texturas e estimular a mastigação. Assim, ele fortalece os músculos da face, o que é ótimo para a mastigação e desenvolvimento da fala lá na frente.

E se o bebê engasgar

Por que as mães relacionam logo o mingau com a introdução alimentar? Porque é mais fácil para o bebê comer, não tem perigo dele engasgar. Porém, elas não sabem os prejuízos desse tipo de alimentação para o bebê nessa fase de aprendizado.

Se você tem medo de o seu filho engasgar, busque informação e ajuda profissional se for preciso. Para uma boa introdução alimentar, mãe e bebê devem se sentir seguros e confiantes. É isso que garante que o bebê vai aceitar bem os novos alimentos. Horários das refeições bebê 6 meses 1 ano na introdução alimentar

Tudo que a mãe sente ela transmite para o filho. Eu sei que o engasgo é um dos maiores medos das mães, mas com informação você vai ter mais segurança para oferecer qualquer alimento sem medo do engasgo.

Mastigar dá trabalho, cansa, mas é muito necessário que o bebê aprenda e, principalmente, pratique. Assim, quando ele estiver maior, não corre o risco de ser como aquelas crianças que mastiga, mastigam e cospem. Por que isso acontece? Porque elas cansam, não praticaram a mastigação e acabam cuspindo os alimentos.

Introdução alimentar saudável 

Como você viu, esqueça o mingau se você quer que o seu filho tenha uma introdução alimentar saudável. Da mesma forma, nem pense em papinhas liquidificadas ou peneiradas. Meu filho rejeita os alimentos: Como lidar

Se mesmo assim quiser oferecer um mingau, ofereça depois de 1 ano com leite e aveia, em aqueles engrossantes repletos de açúcar. Veja algumas receitas que podem ser consumidas pela criança após 1 ano de idade:

Mingau de banana 

2 xícaras de leite 

1 banana bem madura 

2 colheres de sopa de aveia em flocos finos

canela a gosto 

Modo de fazer: Descasque e amasse a banana com um garfo. Depois coloque o leite e a aveia em uma panela em fogo médio, mexendo sempre até engrossar. Sirva morno, polvilhando a canela por cima.

Mingau de aveia com canela

1 xícara de leite 

2 colheres de aveia flocos finos 

canela a gosto 

Modo de fazer: coloque o leite em uma panela com fogo médio, acrescente a aveia e mexa sem parar até engrossar e sem deixar ferver. Depois polvilhe a canela e sirva morno.

Nesta fase, o bebê deve comer os alimentos separadamente, sem misturar, porque é assim que ele vai conhecer o real sabor de cada um, e amassados ou em pedaços.

Começando do jeito certo, você vai garantir bons hábitos alimentares para o seu filho e, consequentemente, mais saúde e um desenvolvimento saudável.

Compartilhar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Deixe seu Comentário

Compartilhe e pergunte

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Quem leu este post leu também

Como fazer SEU BEBÊ GOSTAR DE TODOS OS ALIMENTOS

Todos os bebês que comem bem seguiram esse processo e você pode usá-lo a partir de HOJE