Cortes Seguros de alimentos na BLW para bebês – Guia Completo

Dra Camila Garcia

Dra Camila Garcia

Muitas mães quando vão iniciar a introdução alimentar do seu bebê querem fazê-la através do método BLW. Porém, a verdade é que nem todas estão preparadas, seguras e confiantes para isso.  E os cortes seguros são requisitos essenciais nessa abordagem.

O BLW (Baby-Led Weaning), que é traduzido como desmame guiado pelo bebê é um método de introdução alimentar que estimula o bebê a comer sozinho. Ele ganhou força nos últimos anos e muitas mães o escolhe porque nele o bebê tem o seu desenvolvimento, ritmo e autonomia respeitados.

Nessa abordagem, a criança come sozinha e com as próprias mãos, o que permite explorar bastante os alimentos e comer o quanto é suficiente. Mesmo assim, você deve estar 100% segura de seguir com ela para que a introdução alimentar do seu bebê tenha sucesso.

O BLW e a introdução Alimentar

A introdução alimentar é uma fase muito importante porque é nela que o bebê aprende a comer e conhece os alimentos. Até esses dias ele estava só mamando e de um dia pro outro chegam os alimentos sólidos.

Existem 3 coisas importantes que você deve saber:

  1. este período é de transição e adaptação;
  2. o bebe não precisa comer em quantidade, mas sim em qualidade;
  3. é preciso respeitar o ritmo de cada criança.

No BLW os alimentos são oferecidos em pedaços para o bebê pegar com a mão e comer sozinho. Dessa forma, fazer corte seguro e garantir a textura correta são indispensáveis.

No entanto, o maior medo das mães nesta fase é o engasgo. Aí já acende a primeira luz de alerta: se você tem medo e se preocupa que seu filho possa engasgar com alimento, o BLW não é para você.
Horários das refeições na introdução alimentar

O método não tem nada a ver com o engasgo, não é porque o alimento é oferecido em pedaço que vai aumentar a chance de engasgo. Não. O que realmente aumenta muito a chance de engasgo é começar a introdução alimentar sem o bebê está preparado. introdução alimentar e amamentação

Como saber se o seu bebê está preparado? 

Além de esperar os 6 meses, é fundamental observar os sinais que a criança dá de que está pronta para receber os alimentos sólidos. São os famosos sinais de prontidão, sem eles não comece a introdução alimentar porque aí sim vai aumentar as chances de engasgo.

Os sinais de prontidão são:

  • O bebê consegue se sentar sozinho e firme, sem precisar de nenhum apoio
  • Ele consegue segurar a cabecinha firme também (fundamental para a deglutição)
  • A criança se interessa pelos alimentos. Quando vê você comendo ela quer pegar e colocar na boca.

Esses sinais são indispensáveis para começar a introdução alimentar e garantem que não ocorra engasgo. Na verdade, muita gente acha que são os alimentos sólidos que provocam o engasgo e não são. A maioria dos casos de engasgo são com líquidos. Como fazer espinafre para bebê na introdução alimentar

Se o bebê está preparado com todos os sinais de prontidão, ele consegue comer um alimento em pedaços de forma segura no BLW.

A importância da segurança e confiança

independentemente do método BLW ou o método tradicional, no qual você amassa a comida com um garfo, confiança e segurança são essenciais nessa fase. Isso tanto para a mãe como para a criança.

Acredite, a mãe transmite esses sentimentos para a criança e pode interferir na aceitação dos alimentos. Se ela está insegura e com medo do engasgo, o bebê sente e não comer.  Meu filho rejeita os alimentos: Como lidar

Assim, se você quer fazer o BLW, siga essas 3 dicas:

  1. busque informação e conhecimento. Pesquise e converse com um nutricionista infantil, saiba como fazer da forma correta para começar.
  2. tenha segurança e confiança senão o bebê não vai aceitar os alimentos, não adianta 
  3. garanta os cortes seguros e a textura dos alimentos. Isso vai garantir uma boa introdução alimentar.

Como oferecer os alimentos no BLW

De modo geral, o corte BLW deve ser sempre pelo comprimento dos alimentos, fazendo com que tenham um pedaço para a criança segurar e para comer. Deixar um pedaço da casca facilita a pega em algumas frutas, como a banana e a manga.

A textura também é importante observar. No caso de legumes e carnes, por exemplo, eles devem estar firme para o bebê segurar, mas macias para que ele consiga comer. 

Com o tempo a criança vai se desenvolvendo e vai ter mais autonomia para fazer o movimento da pinça com os dedos polegar e indicador e aí é a hora de diminuir o corte. Você pode oferecer pedaços menores para ela pegar e levar a boca. 

Quando a criança já faz o movimento da pinça ela pode comer também alimentos redondos, como lentilha, feijão e uva. Eles não devem ser oferecidos no início da introdução alimentar.

Fazendo tudo direitinho, não existe risco de engasgo. Por isso eu faço que segurança e confiança são palavras chaves para o sucesso de uma boa introdução alimentar. Não adianta você ouvir falar por aí que o BLW é lindo e estimula o bebê se você está preparada, confiante e segura que essa abordagem é a melhor para você e seu bebê. Sim, porque não existe o melhor método, mas sim o melhor para vocês.

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Deixe seu Comentário

Compartilhe e pergunte

2 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também

Introdução alimentar

Receita de Papinha de Ameixa para Bebê

A ameixa é um ótimo alimento para oferecer ao seu bebê. Além de ser super saudável, ela ainda tem poder laxante para auxiliar na prisão

Como fazer SEU BEBÊ GOSTAR DE TODOS OS ALIMENTOS

Todos os bebês que comem bem seguiram esse processo e você pode usá-lo a partir de HOJE