Bebê com dentes nascendo não quer comer, o que fazer?

Dra Camila Garcia

Dra Camila Garcia

É muito comum o bebê não querer comer quando tem dente nascendo. Essa fase coincide com a introdução alimentar. E aí, o que fazer?

Não existe uma idade certa para o nascimento dos dentinhos. Ele pode acontecer entre os 6 e 9 meses, mas pode ser também que venham antes ou depois. Cada bebê é único e tem o seu tempo, o seu ritmo. 

Além da dificuldade em comer, outros sinais mostram que tem dente chegando:

  • O bebê fica mais irritado e agitado;
  • Ele saliva mais e fica babando com frequência;
  • Coloca objetivos na boca para coçar a gengiva;
  • A gengiva fica inchada e vermelha;
  • Falta de apetite;
  • Dificuldade para dormir;
  • O bebê fica mais chorão e manhoso;
  • Algumas crianças podem ter febre e diarreia.

Dicas para lidar com o nascimento dos dentes

O meu primeiro conselho é tenha paciência, porque realmente não tem o que fazer. Dente judia um pouco a criança e é algo que gera muito incômodo para ela.

A gengiva chega a ficar inflamada e enquanto o dente não estoura e sai, dói mesmo para comer. Por isso é importante ter paciência e acolher o bebê nesse momento.

Ele pode não querer comer ou até mesmo não conseguir comer. Algumas dicas para lidar com a situação:

  1. Ofereça mais alimentos gelados: o geladinho alivia a inflação. Uma sugestão é cortar cenoura ou beterraba em palitos, deixar na geladeira e oferecer para o bebê ficar mastigando.
  1. Outros ótimos alimentos para oferecer quando o dente está nascendo são: o brócolis e a couve flor e a espiga de milho. Devido a textura, eles ajudam a coçar a gengiva.
  1. Leite materno: se o seu bebê ainda mama no peito, ofereça sempre que puder. Além de manter ele alimentado e bem nutrido, dá um aconchego que ele precisa nesse momento. 

Se a criança não mama mais, pode ser fórmula, preferencialmente em temperatura ambiente. Isso vai garantir os micronutrientes necessários nessa fase que ela não quer comer. 

  1. Evite alimentos quentes, eles podem fazer a dor ficar mais forte.

Alimentos quentes e frios

  1. Faça picolés com frutas: corte e congele. Vai ser ótimo para aliviar também.
  1. Chá de camomila: após os 6 meses você pode oferecer chá de camomila ao bebê, sem açúcar. Outra opção é fazer compressa com a camomila diretamente na gengiva. Se o bebê não deixar, respeite. Qualquer toque no local pode ser muito dolorido para ele.
  1. Ofereça alimentos amassados: nesses dias, dê preferência por alimentos amassados, dessa forma fica mais fácil para o bebê comer. Se mesmo assim ele não aceitar, está tudo bem. 

Cuidado apenas com alimentos pastosos. Eles devem ser oferecidos apenas na fase em que os dentinhos estão estourando e sempre amassados com um garfo. Depois volte com a textura normal dos alimentos para não prejudicar o aprendizado e a mastigação da criança. 

Existem no mercado algumas medicações e pomadas para passar na gengiva e tentar aliviar o incômodo, mas elas devem ser prescritas por profissionais. 

Todo bebê passa por isso

A preocupação com a alimentação do bebê é normal, toda mãe passa por isso. Porém, não precisa ficar nervosa, pelo contrário, mantenha a calma e transmita isso para o seu filho.

Ele sente o que você sente. O nascimento dos dentes dura poucos dias e logo eles voltam a comer normalmente. Dente nascendo é mais uma fase pela qual todos os bebês têm que passar. Relaxe e tenha paciência com o bebê, logo tudo isso passa.

Um mordedor pode ajudar. Existem diversos modelos com o mesmo objetivo: aliviar a coceira da gengiva.  Assim você evita que ele coloque qualquer objeto na boca. Basta manter a higienização em ordem.

Os dentes e a introdução alimentar 

Não tem como escapar, a fase de nascimento dos dentes acontece quando o bebê está passando pela introdução alimentar, que é o período de transição do leite materno ou fórmula para os alimentos sólidos. Isso pode interferir na aceitação do bebê, por isso é importante você ter paciência e respeitar a criança.

Independente do dentinho, o bebê nessa fase não precisa comer muito e encher a barriga. Não é esse o objetivo da introdução alimentar. A meta é ensinar a criança a comer e a expor ela aos alimentos. 

Dessa forma, mesmo que ela não coma, continue oferecendo todos os dias os alimentos. Deixe-a ver, pegar, tocar, cheirar, isso é importantíssimo para o seu aprendizado.

Logo essa fase de nascimento dos dentinhos vai passar e ela vai voltar a comer normalmente. Se você forçar ou obrigar ela a comer, depois vai ser muito mais difícil voltar a aceitar bem a comida.

Por isso, minha primeira dica foi ter paciência. Acolha o seu bebê e dê mais colinho, é disso que ele precisa nesse momento.

Veja também: Como preparar a comidinha do bebê na introdução alimentar

Compartilhar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Deixe seu Comentário

Compartilhe e pergunte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também

Blog
rgarciacolina@yahoo.com.br

Bebê com 4 meses pode comer papinha?

Com 4 meses, o bebê não pode ainda comer papinha nem nada. A principio, nessa idade ele não está preparado e a introdução dos alimentos

Como fazer SEU BEBÊ GOSTAR DE TODOS OS ALIMENTOS

Todos os bebês que comem bem seguiram esse processo e você pode usá-lo a partir de HOJE