Com quantos meses e por quais alimentos começar a introdução alimentar do bebê?

Dra Camila Garcia

Dra Camila Garcia

Nesta incrível fase de introdução alimentar, com informação e conhecimento, você vai ver que não é preciso tanta preocupação. Neste artigo vou explicar o que é introdução alimentar e com quantos meses você deve iniciar vou tirar várias duvidas suas até o final do post.

Eu sei que esta etapa é bastante delicada tanto para os pais quanto para as crianças, algumas mães chegam a ficar muito angustiadas porque seus filhos não querem comer, por isso você deve ler este post até o final e descobrir tudo que precisa saber sobre o tema.

Com qual idade do bebê iniciar  a introdução alimentar?

Introdução alimentar é o termo popular que significa a fase em que os bebês começam a ingerir alimentos além do leite materno. A recomendação oficial da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde é iniciar no sexto mês de vida.

Muitas mães sentem ansiedade e preocupação nesta fase de introdução alimentar, principalmente as de primeira viagem.

Porém, com informação, é possível fazê-la correta e tranquilamente. Dessa forma, você vai ainda garantir uma alimentação saudável para seu filho pela vida toda.

Primeiramente, apesar de chamá-la de papinha, é importante ressaltar que ela não deve ser preparada com os alimentos misturados ou batidos no liquidificador com consistência pastosa. Essa é a papinha que a maioria de nós conhece, mas não é a ideal para o seu bebê.

Leia também: Introdução alimentar e volta ao trabalho após licença maternidade.

E outro recado valioso: a amamentação deve ser exclusiva e em livre demanda até os 6 meses de vida do bebê. Mesmo com a introdução dos novos alimentos, a criança pode e deve continuar mamando.

Como iniciar a introdução alimentar?

bebê fazendo introdução alimentar

Agora que você já sabe que seu bebê está pronto para comer alimentos sólidos, está na hora de pôr a mão na massa. Ou melhor, nas frutas!

Sim, você deve começar pelas frutinhas que, além de saudáveis, são aceitas mais facilmente pelo seu bebê. No começo ofereça uma vez por dia para o bebê para ele ir se acostumando, sempre variando a fruta para que o bebê conheça diferentes texturas e sabores.

Você pode dar qualquer fruta, não existe fruta proibida! Prefira frutas da estação que são mais saborosas e levam menos agrotóxicos. No meu perfil do Instagram, todo mês eu faço um post com as frutas da estação, segue aqui.

Leia também: Como previnir e descobrir alergias na introdução alimentar

Alimentos orgânicos são sempre melhores, mas não deixe de oferecer se você não tiver acesso.

Se o bebê não aceitar a princípio alguma frutinha, tenha paciência e ofereça novamente em algum momento, lembre-se que tudo é uma novidade.

Depois das frutinhas, acrescente o almoço. No pratinho deve ter os 5 grupos de alimentos: carboidratos, proteínas, leguminosas, legumes e verduras.

Na sequência introduza a janta, que deve ter a mesma composição do almoço, com os 5 grupos de alimentos, e também mais uma frutinha entre o almoço e a janta.

Vá aos pouquinhos até chegar na alimentação completa do seu bebê que deve ser:

1. Frutinha

2. Almoço

3. Frutinha

4. Janta

 

Com quais frutas iniciar a introdução alimentar?

bebê comendo comidinha

Fruta é um excelente alimento para começar a introdução alimentar. Trata-se de uma opção rica em micronutrientes, fibras e água.

Não existe fruta proibida, qualquer fruta pode e deve ser oferecida ao bebê desde o início da introdução alimentar.

Outras dicas importantes:

  • Prefira alimentos da estação
  • Use alimentos que fazem parte do cotidiano da família, mas não se restrinja somente a eles.
  • Varie sempre, o bebê deve ter contato com a maior diversidade de alimentos possível.
     

O que não pode oferecer na introdução alimentar?

  • Açúcar e doces – por que dar açúcar ao seu bebê? O açúcar é uma caloria vazia, sem nenhum nutriente importante. A necessidade de comer doce é puramente do adulto, seu bebê possui um paladar branco, está aprendendo a comer.
    Já foi comprovado que a criança nasce com preferência pelo sabor doce – a partir do momento que experimenta – portanto a adição de açúcar é desnecessária e deve ser evitada nos 2 primeiros anos de vida.

Essa atitude vai fazer com que seu filho não se desinteresse pelos cereais, verduras e legumes, aprendendo a distinguir e apreciar outros sabores.

  • Mel não deve ser oferecido antes de 1 ano porque contém uma bactéria que causa o botulismo. Isso só ocorre em bebês porque eles anda não têm a flora intestinal completamente formada.

Além disso, o mel também adoça os alimentos e, assim como o açúcar, deve ser evitado até os 2 anos para não prejudicar o desenvolvimento do paladar do seu filho.

  • Leite de vaca e derivados –  seu bebê ainda não consegue digerir as proteínas do leite de vaca.

Seu consumo está associado à anemia por conter baixo teor de ferro e não ser bem absorvido pelo organismo do seu bebê.

Todos os derivados do leite de vaca também estão na lista, como queijos, iogurtes, manteiga, etc.

  • Sal –  também não deve ser oferecido antes de 1 ano. Nem uma pitadinha. Não tem necessidade nenhuma.

O sódio presente nos alimentos já é suficiente para suprir as necessidades do seu bebê. Use e abuse dos temperos naturais.

  • Alimentos industrializados – lembre-se sempre da frase “desembale menos e descasque mais”.

Produtos industrializados são ricos principalmente em sódio e açúcar, então nem preciso falar mais nada.

Os industrializados também competem com alimentos naturais, que são muito mais nutritivos.

  • Sucos – não é mais recomendado antes de 1 ano. Prefira sempre dar a fruta, amassada ou em pedaços. Estimula o bebê a mastigar e conhecer o real sabor do alimente, e isso é importantíssimo para o seu desenvolvimento. Sem falar nas fibras e no contato com as frutas, sentindo o cheiro, textura, cor etc.

Vamos te ajudar a fazer sempre a mais correta Introdução Alimentar

Espere alguns dias a mais, semanas a mais se for preciso, pois isso faz muita diferença para a aceitação dos novos alimentos. Ao mesmo tempo, tornará esta fase ser mais leve, prazerosa e saudável, tanto pra você como para o seu bebê.

Quer saber mais sobre introdução alimentar, quando e como fazer e dicas para preparar os alimentos?  Conheça o meu Guia da Introdução Alimentarum guia prático para esta fase tão importante da saúde e desenvolvimento do seu bebê.

Nele você encontra o passo a passo para passar esta fase de forma tranquila, fácil e totalmente saudável.

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Deixe seu Comentário

Compartilhe e pergunte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também

Como fazer SEU BEBÊ GOSTAR DE TODOS OS ALIMENTOS

Todos os bebês que comem bem seguiram esse processo e você pode usá-lo a partir de HOJE