Método Blw – Variedade de Cardápios e horários corretos

Dra Camila Garcia

Dra Camila Garcia

O BLW é um método de introdução alimentar que ganhou muitos adeptos nos últimos anos. Ele consiste em deixar o próprio bebê pegar a comida e leva à boca, ou seja, comer sozinho. 

A sigla significa “desmame guiado pelo bebê”. É o bebê se alimentando sozinho com os alimentos inteiros ou cortados em pedaços apropriados. Não pode oferecer qualquer alimento e de qualquer forma, é necessário ter cortes adequados para evitar qualquer chance de engasgo 

O BLW pode começar desde o sexto mês, quando se inicia a introdução alimentar. O cardápio deve ser o mais variado possível, mas não se prenda a preparações muito elaboradas.

Variedade de cardápios

Dos 6 meses, quando se inicia a introdução alimentar, até o bebê completar 1 ano, invista nos alimentos oferecidos individualmente. Nessa fase, o bebê precisa conhecer os alimentos e a melhor forma é conhecendo cada um de forma individual.

Cardápios e horários metodo blw bebê comendo

Isso é fundamental para formação do paladar dele e dos hábitos alimentares saudáveis. O principal é variar.

A partir dos 6 meses o bebê já pode comer frutas, legumes e verduras, arroz, carnes, ovos e leguminosas. Um prato completo de almoço e jantar deve conter 1 alimento de cada grupo alimentar:

– Carboidratos

– Proteínas

– Leguminosas

– Verduras

– Legumes

Veja também Receitas na introdução alimentar

Dessa forma, varie o cardápio, não repita os mesmos alimentos nas refeições nem por 2 ou 3 dias. Quanto mais você variar, melhor será para o bebê. Assim ele conhecerá um número muito maior de alimentos.

Exemplo de cardápio:

Cardápio 1:

  • Arroz
  • Abobrinha cozida
  • Carne moída
  • Couve refogada
  • Feijão

Cardápio 2:

  • Mandioquinha
  • Tirinhas de frango
  • Brocólis
  • Bolinho de lentilha
  • Cenoura cozida

Como oferecer

Oferecer os alimentos no BLW é mais simples que você pensa. Como não deve ter muita preparação, basta cozinhar, assar ou refogar o alimento. Faça os cortes adequados e ofereça ao bebê.

O arroz e o feijão, por exemplo, você pode oferecer em forma de bolinhos. Assim é possível o bebê segurar uma parte e levar outra a boca.

A maioria das mães não vê a hora de incluir no cardápio do bebê bolos, tortas e outras receitas. Esse tipo de preparação só é recomendado depois que o bebê completa 1 ano. Porque daí ele já conheceu os alimentos, tanto o sabor como forma, textura e cheiro. Isso é fundamental para o aprendizado nessa fase.

O melhor cardápio para bebês no BLW é a variedade e sempre dê preferencia aos alimentos in natura. Nada de processados ou ultraprocessados. Esses só depois dos 2 anos e olhe lá!

Horário do BLW

Independente do método que você utiliza para a introdução alimentar do seu bebê, estabelecer horários e uma rotina para as refeições do bebê é indispensável. Eu sei que quando entra nessa fase, muita coisa muda, mexe com o nosso dia a dia, mesmo assim, garanto que vale a pena estabelecer e organizar a rotina.

Além disso, com ela, o bebê terá mais facilidade de aceitar os novos alimentos. Lembre-se que essa fase é de aprendizado. Não precisa comer muito, conhecer o alimento é o mais importante.

Organize os horários de acordo com a rotina familiar, afinal, não é para deixar o bebê comer sozinho. Uma boa relação com a comida começa nessa fase, inclusive com as refeições em família, que deve ser um momento gostoso para todos. 

Estabeleça horários que não atrapalhem o almoço e jantar. Por exemplo, você não deve dar fruta ou mama um pouco antes do horário da refeição. Caso contrário, o bebê vai estar com a barriga cheia e não vai querer comer. Também não precisa deixar o bebê com muita fome, ele pode ficar irritado e não aceitar os alimentos. 

Cortes corretos do BLW

Item fundamental do método BLW são os cortes dos alimentos. No início eles devem ser compridos e finos para que o bebê consiga pegar e levar a boca. Com o tempo, esses cortes podem ser cada vez menores. 

Conforme a criança vai crescendo, ela aprende a fazer o movimento de pinça com os dedos polegar e indicador e pode levar o alimento direto a boca. A chance de engasgo com o BLW é muito pequena. 

A mãe deve estar 100% confiante e segura para fazer esse método. O bebê sente o mesmo que você. Se estiver com medo e insegura, o bebê também vai estar e não vai ser legal. 

Não adianta você achar o BLW lindo, eu falar que ele é maravilhoso e as blogueiras da moda recomendarem se a mãe não tiver total segurança.  

A escolha do método

O BLW é ótimo, pois a criança explora o alimento de uma outra forma, ela entra em contato com a mão, se alimenta sozinha, é lindo de se ver. Porém, se você fica ansiosa e com medo de o bebê engasgar, não vai ser bom para você nem para o seu filho. 

Não existe método ideal ou o melhor método do mundo. O melhor é o que você e o seu bebê se adaptar. Busque informação sobre os métodos, veja os benefícios e prejuízos e decida o que for melhor para vocês.

Não adianta, por exemplo, a mãe querer fazer o tradicional, na colherzinha, e o bebê não aceitar de jeito nenhum e comer muito melhor sozinho. É preciso que mãe e filho trabalhem juntos para ver o que que é melhor para os dois, o que a mãe se sente mais confortável.

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Deixe seu Comentário

Compartilhe e pergunte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também

Como fazer SEU BEBÊ GOSTAR DE TODOS OS ALIMENTOS

Todos os bebês que comem bem seguiram esse processo e você pode usá-lo a partir de HOJE