Volta ao trabalho e introdução alimentar: Como fazer?

Dra Camila Garcia

Dra Camila Garcia

Quando a mãe precisa voltar ao trabalho, uma separação difícil acontece. E agora? Como ficam as mamadas do bebê? E a comidinha? Como fazer a introdução alimentar?

Tudo sobre Introdução alimentar e amamentação

Se você já passou por isso sabe do que estou falando. Se não passou, mas está buscando informação porque essa hora vai chegar, fique tranquila. É possível fazer tudo certo e garantir uma alimentação saudável para o seu filho.

Não importa se o seu filho vai para a escola ou ficará com alguém, existe uma forma simples e prática mesmo com a sua volta ao trabalho. Na verdade, nós ficamos preocupadas, mas o medo está na nossa cabeça. 

É isso que faz a mãe colocar obstáculos. Assim, com o tempo, o que era para ser um momento prazeroso, vira um caos e a criança não se alimenta de forma saudável.

E aqui você vai ver que é muito mais fácil do que você imagina! Mas antes de dizer como fazer isso, preciso lembrar que de forma alguma a introdução alimentar deve começar por volta dos 4 ou 5 meses.

Muitas mães, e até mesmo pediatras desatualizados, recomendam começar antes da hora quando é preciso voltar ao trabalho e deixar o filho com alguém. Mesmo assim, existem outras formas de deixar o seu bebê bem alimentado sem começar a introduzir alimentos sólidos antes de ele estar pronto.

Introdução alimentar e os sinais de prontidão

É isso mesmo, o bebê deve estar preparado para receber os alimentos e isso só acontece por volta dos 6 meses quando ele demonstra os sinais de prontidão. Horários das refeições na introdução alimentar

O que são esses sinais? É quando a criança já consegue sentar sozinha e sem apoio. Fica com a cabecinha bem firme. Ela já leva objetos e alimentos à boca e consegue comunicar quando está satisfeita e não quer mais. 

Você já deve ter percebido que quando não quer mais mamar, o bebê recusa o leite. Isso também é um sinal, porque assim você garante que ele vai comer apenas o que é suficiente e ele vai sinalizar quando não quiser mais a comidinha.

volta-ao-trabalho-e-introducao-alimentar-como-fazer

Prejuízos de começar a introdução antes da hora

Nessa ânsia de começar a introdução alimentar para voltar ao trabalho, muitas mães cometem o erro de começar antes da hora. Recebo com frequência mensagens de mães que não sabem o que fazer. Como continuar amamentando? Como oferecer alimentos sólidos? Como fazer espinafre para bebê na introdução alimentar

Existem vários prejuízos que essa introdução precoce pode causar. Veja os 2 principais:

  • Aumenta as chances de engasgo, que é o maior medo de toda mãe. Começar antes da hora, sem ele estar preparado, aumenta a chance de isso acontecer.
  • Frustração da mãe e do bebê. A criança não consegue comer se não estiver pronta e isso vai causar frustração em você e na criança.

Espere um pouco mais, o bebê se desenvolve rápido. Em alguns dias você vai ver que ele cresce rápido. Tipos de Alergia alimentar no bebê: como identificar sintomas e tratar

Quem decide quando começar a introdução alimentar é o bebê. Não é a mãe, a avó, o pediatra ou a vizinha. Ele dá os sinais de que está pronto e isso fará toda a diferença na alimentação do seu filho.

Como fazer a introdução de forma prática e simples

Se você precisa voltar ao trabalho e o bebê ainda mama no peito, você pode tirar o leite e deixar para outra pessoa oferecer. Existem formas de fazer isso de modo saudável e que não prejudica a alimentação da criança. 

Caso isso não seja possível ou seu bebê tome fórmula, pode continuar apenas com ela. Basta se organizar e deixar tudo preparado.

Se o seu bebê já está pronto para a introdução alimentar, saiba que é possível sim garantir uma alimentação saudável. Separe um pouquinho do seu tempo em um dia da semana para o preparo da comida. 

Coloque os alimentos em porções individuais para a semana toda, assim facilita também para quem for ficar com o seu bebê. Com essa prática você até consegue muito mais tempo para aproveitar com o seu filho, ou com seu marido, ou até com você mesma.

Os alimentos podem ser congelados. Eu recomendo usar forminhas de gelo mesmo, que são bem práticas. O bebê come pouco então o tamanho também é ideal para esse início.

Lembre-se de deixar os alimentos separados, porque é assim que devemos oferecê-lo à criança. Depois é só descongelar, aquecer em banho maria e dar ao bebê. Dessa forma você garante alimentos saudáveis para ele.

Aprendizado e adaptação

Esse período da introdução alimentar é um momento de aprendizado, adaptação e deve ser agradável e prazeroso para a mãe e o bebê. Se você começa errado, com papinhas liquidificadas ou então, pior, nem começa, fica só no leite, lá na frente será muito pior ensiná-lo a comer.

A hora de ensinar é agora. Não adianta a introdução do seu filho só porque alguém começou ou porque sua mãe fez assim e deu certo. Respeite o bebê, existe a hora certa de começar e quem sabe isso é ele. 

Com 4 ou 5 meses o bebê não está pronto, ele não consegue comer de verdade. E se você oferecer suquinhos, papinhas ou coisas assim, vai prejudicar todo o aprendizado dele. 

Fazendo a introdução alimentar corretamente você garante alimentação saudável e bons alimentos alimentares para seu filho pela vida inteira.

Compartilhar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Deixe seu Comentário

Compartilhe e pergunte

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Quem leu este post leu também

Como fazer SEU BEBÊ GOSTAR DE TODOS OS ALIMENTOS

Todos os bebês que comem bem seguiram esse processo e você pode usá-lo a partir de HOJE